Fragmentos

“O universo do SAGA é o inconfessável, eu acho. É aquele lugar até meio desconfortável, que vem de sentimentos que eu não sei lidar direito. É um universo meu, sim, mas todo mundo tem isso. Então eu tentei ilustrar isso no conceito de cabaret, desse lugar viciado, carnívoro, luxurioso e falar da dor de uma forma […]

Fragmentos

“Meu movimento artístico sempre foi de muita mudança. A minha constância é sempre a vontade que tenho de mudar, o que venho fazendo. Não tenho vontade de ficar sempre no mesmo lugar, como artista, então é sempre uma tentativa de superação profunda. Este tipo de coisa acontece de dentro pra fora. Não adianta a gente […]

Fragmentos

“Omolu é quem faz a transmutação entre o que está morrendo para o que vai nascer. Nestas horas, em que a gente se vê tão desamparado no mundo, a gente olha a morte de frente. A gente sorri pra morte, convida ela pra entrar. Pede um conselho pra morte, porque nada vai ser como era […]

Fragmentos

“Eu gosto de arte, de muitas coisas… Às vezes eu vejo uma fotografia, uma exposição que fala muito mais, expressa muito mais o que eu estou sentindo. Eu fui à Inhotim há um ano…e  agora eu sei que está tendo a exposição da Adriana Varejão aqui em São Paulo e eu estou louco para assistir. […]