Memória: Bertha Lutz

Aos 16 de setembro de 1976, falecia, no Rio de Janeiro, Bertha Lutz , uma das feministas mais notáveis do Brasil no século 20. Bióloga, advogada e deputada nos anos 30, Bertha sempre lutou pela igualdade de gênero. Formou-se na Europa e se tornou a segunda mulher a fazer parte do serviço público no país, ao ser nomeada para o Museu Nacional, onde ocupou o cargo de chefe do departamento de Botânica. Também atuou na Educação, e um de seus feitos foi conseguir a admissão de meninas no tradicional Colégio Pedro II. Fundou no Rio de Janeiro a “Liga para a Emancipação Intelectual da Mulher” e sua luta era incentivar o ingresso de mais mulheres no ensino superior, assim como promover os seus direitos civis e políticos.

Em sua atuação na Câmara dos Deputados, suas bandeiras eram a equiparação dos salários entre homens e mulheres, o direito à licença maternidade e a criação de um Ministério Nacional da Mulher. Devido à sua luta, foi várias vezes indicada a representar o Brasil em delegações ao exterior, ocasiões em que sempre defendeu uma atuação mais efetivada feminina.

Em 2021 a HBO lançou um documentário sobre o trabalho pioneiro de Bertha Lutz, assim como a TV Escola já havia feito.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s