Lançamento – Ascensão – Sesc Pompéia – 7 e 8/07/16

SAM_0119

O que se viu nesses dois dias do lançamento do CD Ascensão – projeto de Serena Assumpção  – que se realizou no Teatro do Sesc Pompéia,  foi um espetáculo grandioso e emocionante, daqueles que você agradece por ter estado presente. Apenas pessoas que somam, que agregam, como era (é) o caso de Serena, tem o dom de reunir tantos amigos e pessoas competentes em torno de algo tão bonito e profundo.

Com direção musical de Pipo Pegoraro e direção e concepção geral de Ricky Scaff, o lançamento reservou surpresas que encantaram o público. A abertura dos trabalhos já foi uma cena emocionante. A Associação paulista ILÚ OBÁ DE MIN, que pesquisa a cultura afro-descendente e dá ênfase a assuntos femininos, foi a responsável por arrepiar as pessoas que aguardavam a entrada no teatro. O desfile,  com as representações dos orixás, abria os caminhos e convidava as pessoas a ocuparem seus lugares para em seguida poder desfrutar de toda a magia que se seguiria.

Uma cerimônia linda, cheia de magia e do encantamento  da Umbanda, celebrou o trabalho de pesquisa e de  dedicação que Serena teve para realizar o CD “Ascensão”.  O cuidadoso , meticuloso e completo trabalho do diretor Ricky Scaff mostrava que cada elemento, cada pessoa no palco tinha o seu motivo e um sentido especial para estar ali. Um ” altar” foi montado no meio do palco para reverenciar Serena e ali ninguém podia pisar, apenas fazer sua oferenda ao espírito da artista, antes de cantar sua canção.

Um time de amigos e grandes nomes da MPB foram os escolhidos pela própria Serena para participarem do disco e a maioria deles também participou dos shows. O grupo Source de Vie, composto por três imigrantes da República Democrática do Congo foi descoberto por Serena que os encontrou cantando na rua e gostou tanto do que viu que resolveu incluir o trabalho dos rapazes em seu CD.

Creio que não seria exagero classificar os dois espetáculos como um grande musical afro-brasileiro.  Três fios condutores ligavam e integravam as apresentações. O ator  que representava o Exu, a dançarina  e Ana Claudia Lomelino, a Mãeana que, junto com os jovens Rubi (filha de Anelis Assumpção) e Bento (filho de Serena) permanecia no palco.

O espetáculo todo foi muito emocionante, mas eu destacaria duas apresentações que mais me tocaram: Tulipa Ruiz com Tatá Aeroplano e Filipe Catto.

 

Depois de uma longa viagem pelo universo de cada orixá homenageado, chegamos ao momento mais emocionante que é o final onde Serena Assumpção é reverenciada por seus amigos/artistas e também pela plateia. Mas nada de tristeza, apenas o sentimento profundo da certeza de que Serena ascendeu e gostaria de nos convidar a fazer o mesmo.

Com um roteiro perfeito e bem  “amarrado”, do início ao fim, o diretor Ricky Scaff nos mostra que a morte não existe e que vida é um entrelaçar de energias e sentimentos. Para ascender é preciso fazer a boa escolha, ir no caminho da luz e se deixar absorver por ela.

Serena Assumpção foi muito bem representada nesses dois dias de show e sua presença era sentida por cada um.  Viva Serena!

Texto de Klaudia Alvarez

Vídeos: Klaudia Alvarez e Rosangela Serafim

 

3 thoughts on “Lançamento – Ascensão – Sesc Pompéia – 7 e 8/07/16

  1. Um espetáculo que foi da raiz à transcedência. Lindamente solene, transbordante de memórias que foram magistral e artisticamente revisitadas. Um estouro de emoção de perder o fôlego!
    Filipe, como sempre, foi a entrega de todos os sentimentos: comovido e comovente!!!
    Simplesmente lindo! Diante dessa consagração, a palavra deve ser silêncio!

    Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s