Lanterna Mágica:Tanara Mirawê

Todes sabemos bem o que significa fazer cinema no Brasil. Ainda mais nesse momento de absurdos que vivemos. Agora imaginem um cineasta independente, jovem, negro e que resolve trabalhar na produção e execução de um documentário em que povos originários serão os protagonistas e também estarão atuando por trás da câmeras? Pois é, essa empreitada maravilhosa e corajosa está sendo liderada pelo mineiro Thiago Nascimento, da Thiago Nascimento Filmes, em parceria com a reserva indígena Pataxó de Porto do Boi em Caraíva, BA.

Além do documentário serão feitas palestras e oficinas para capacitar os pataxós na produção cinematográfica. Os eventos começam hoje e vão até o final da semana lá na Aldeia. Tudo isso envolve um custo grande e para ajudar, tanto na realização do evento, quanto, e principalmente, na concretização do documentátio, foi criada uma campanha via site “Apoia-se” para que as pessoas que acreditam que é possível reverter o sistema injusto e discrimatório que está aí se juntem e façam acontecer. O link para colaborar com a campanha está aqui:

https://apoia.se/tanaramirawe

Sigam o Thiago Nascimento e o Centro Cultural Pataxó Porto do Boi para se inteirar do projeto. É uma causa linda e que vale muito a pena participar. Tem frase mais apropriada e perfeita que essa? “DESCOLONIZE O CINEMA”!

http://instagram.com/portodoboi/

http://instagram.com/thiagonascimentofilmes/

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s