Seres e saberes de Gaia: Terapias Holísticas

Desenho de Olivia Curry

Ricky Scaff me falou algumas vezes que achava importante a gente ter uma coluna, aqui no site, que tratasse de temas ligados à espiritualidade, à nova era, assuntos alternativos que levassem à uma nova consciência e mostrassem caminhos diferentes para o ser humano visando seu crescimento. Eu achei a ideia ótima e o que combinamos, a princípio, era que ele faria isso. Só que com o ritmo de vida pessoal e profissional dele acabou não acontecendo. Agora, ao completar um ano de sua passagem, resolvi que o momento chegou. E aqui está SERES E SABERES DE GAIA. Vamos abordar temas mais que necessários e oportunos.

Para essa primeira edição da coluna, e até como uma homenagem a Ricky, convidei a terapeuta Marcia Klose para falar sobre TERAPIAS HOLÍSTICAS, exatamente o que Ricky praticava em seu consultório. E, não por acaso, Marcia é prima em primeiro grau dele.

TERAPIA HOLÍSTICA – Texto de Marcia Klose
Vamos lá para um tema muito interessante e ao mesmo tempo eu diria bem polêmico.
O que é a Terapia Holística? O que ela trata? Quais as técnicas? Onde atuam?
Bom, vou tentar, de uma forma simples, explicar um pouco sobre tudo isso.
A Terapia Holística, como o próprio nome já diz, é baseada no holismo e trata os problemas analisando o ser humano como um todo, equilibrando físico, emocional, energético e espiritual, no caso, sem cunho religioso algum, pois espiritualidade não tem nada a ver com religiosidade. Esse é um dos muitos tabus ligados ao assunto. Para o Holismo, todo individuo é único e todos os campos ou corpos sutis, como costumamos chamar, apesar de separados, estão interligados e, por isso, exercem influência uns sobre os outros.
Um fator extremamente importante é que a medicina tradicional e a terapia holística devem caminhar juntas, pois em uma grande parte dos casos não podemos dispensar os tratamentos e medicamentos convencionais, já que a partir do momento em que as doenças se instalam no físico, devem ser tratadas no corpo físico. Essa também é uma das grandes dúvidas e polêmicas sobre o assunto.
Basicamente funciona assim: o terapeuta faz uma primeira consulta para descobrir os aspectos a serem trabalhados. Os sintomas físicos são importantes, mas não os tratamos, daí a importância da medicina
tradicional e da ciência atuarem juntas com a holística. As duas primeiras tratam a doença do corpo físico, os sintomas e nós buscamos a origem do problema. Acreditamos que a cura deve vir de dentro para fora e que quando uma doença se manifesta no corpo físico, ela já começou muito antes em algum dos outros corpos sutis, seja no emocional energético ou no espiritual .
Existem infinitas técnicas que se enquadram nas terapias holísticas. Algumas são bem conhecidas e já estão inseridas em nossa cultura e sociedade, inclusive várias práticas são oferecidas pelo SUS, tais como: Acupuntura, Reiki, Homeopatia, Fitoterapia, entre outras. São aproximadamente 30 as práticas holísticas, integrativas e complementares oferecidas pelo SUS.
A Terapia Holística não é uma profissão regulamentada, mas é reconhecida pelo Ministério do Trabalho.
Existem muitas técnicas disponíveis e ótimos profissionais, porém um elemento fundamental para o sucesso de qualquer terapia e tratamento, é a participação ativa de quem o procura porque a cura vem de dentro.
O terapeuta holístico trabalha buscando o caminho da transformação, dando ferramentas para a cura e compreendendo a dor do seu assistido, mas sem qualquer julgamento, pois a dor está ali, e não existe isso de uma dor ser maior ou menor que a do outro, porque quando estamos em dor, ela é real e dói.
Eu poderia falar muito mais a respeito desse assunto tão fascinante, mas esse não é o propósito aqui, então aconselho a quem se interessar que procure artigos a respeito do assunto para entender melhor todo esse universo, afinal a informação é a melhor arma contra o preconceito.
Me sinto imensamente honrada e grata por ter tido a oportunidade de participar dessa coluna e espero ter conseguido esclarecer e desmistificar um pouco o tema.
Dedico esse artigo ao meu primo, irmão, amigo e mentor eterno Ricky Scaff.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s