Fã de Carteirinha: Júlia Figueira de Mello

Processed with VSCO with m3 preset

Conheci Filipe meio sem querer.
Estava olhando a programação pro aniversário de 462 anos de nossa querida caótica São Paulo, no meio de tantos eventos esse nome me chamou a atenção, Filipe Catto, acreditei já ter escutado antes em algum lugar. Corri para comprar os ingressos quase esgotados pro show do dia 25 de janeiro no Sesc Pinheiros. E foi lá, em meio ao glitter dourado piscando junto a seus olhos que descobri esse universo que é Filipe Catto.

Quase não conhecia nenhuma música, mas alguma coisa em meio a tantas letras, tanto timbre e tanta paixão me envolveu e se fez casa pra mim. Como a pisciana com ascendente em câncer que sou, me identifiquei com as dores de amor de Canção e Silêncio, com a saudade de Redoma e com a poesia de Do Fundo Do Coração, (pra citar só algumas), me envolvi nas letras e tudo se encaixou, todos os momentos da minha vida a partir de então tinham a constante maravilhosa trilha interpretada por Filipe.

Filipe Catto é poesia, é universo, é amor, é flores e é sonho, não consigo imaginar nada menos que tudo de bom vindo de sua carreira. Com o novo maravilhoso espetáculo OVER, pudemos ter uma pequena ideia do que esperar daqui pra frente. Acredito eu que seja muito brilho, muita emoção, muita originalidade, espontaneidade, simpatia e toda a plenitude que existe.

Filipe vive em ascensão, cada vez mais, cada vez mais longe. Desejo a ele todos os momentos que cabem nessa alegria do mundo.

(Júlia Figueira de Mello)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s