Fragmentos

45009543500325__378x378-rgb_565-1135669114

Sobre músicas ditas “bregas”:

“ Tudo está na intenção, no arranjo, no sutil .A gente tem mil maneiras de dizer uma palavra. Não é fazer melhor ou pior. É fazer do seu jeito. “

Sobre se o Brasil tem locais adequados pra shows:

“Não, o País ainda não encontrou o local médio dos artistas; ainda é um lugar voltado a artistas muito grandes ou pequenos. Ou eu faço um show para três mil pessoas, que não é o caso, ou faço para um de 100 lugares, onde não posso me deslocar com a minha equipe. Porto Alegre, por exemplo. É uma cidade difícil. Fui uma única vez contratado para fazer um show. Todas as outras foram bancadas por mim .Poderia perder muito dinheiro ou não. Mas faço porque gosto e existe demanda. “

(Entrevista de Filipe concedida a Priscila Pasko em 04/10/13)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s