PAPO AFINADO COM ALEXANDRE KASSIN

KASSIN

Filipe Catto em Foco lança mais uma novidade: a coluna “PAPO AFINADO“.

Esse nome foi escolhido para homenagear a jornalista e escritora Patricia Palumbo, que tinha um programa na Rede Brasil, antiga TV Educativa, onde entrevistava grandes nomes de nossa música. O programa se chamava ” CONVERSA AFINADA”.
PAPO AFINADO vai trazer entrevistas com pessoas que tenham a ver com a carreira de Filipe Catto e, sempre que for possível, com o próprio.
Com o lançamento de “Tomada” acontecendo agora, inauguramos nossa coluna com uma pessoa fundamental para a realização desse trabalho: ALEXANDRE KASSIN, o produtor do novo disco de Filipe Catto, a quem agradecemos a gentileza de nos conceder a entrevista.

PAPO AFINADO COM ALEXANDRE KASSIN
FCEF – Muita gente não sabe exatamente, na prática, qual o trabalho de um produtor. Você poderia resumir para nós?
Kassin- O produtor é o responsável por realizar o disco com o dinheiro disponível no tempo estipulado. Para isso opina em arranjo, som, execução, tudo para que o disco chegue no resultado planejado.
FCEF – Como foi o processo para a escolha de seu nome para produtor de ” Tomada”?
Kassin- Não sei. Não participei desse processo, mas fiquei muito feliz de ter sido chamado. Adoro o Filipe e acho que ele é um grande cantor. Já queria ter trabalhado com ele no primeiro disco, mas na época era difícil a agenda.
FCEF – Qual a principal diferença que você vê entre ” Tomada” e os trabalhos anteriores dele?
Kassin – Acho que a maior diferença é a escolha do repertório. Foi feita ao longo de um tempo. Falamos muito sobre isso, pois o Filipe não tem problema algum para cantar, mas o que ele canta tem que ser bom e representá-lo.
FCEF – Como foi a escolha do repertório?
Kassin – Foi com calma, com tempo para pensar. Tocamos as músicas, falamos sobre elas, procuramos por outras. Foi um processo divertido.
FCEF – Pelo que soubemos, o clima das gravações foi o melhor possível. Conte-nos o que sentiu desse trabalho com Filipe.
Kassin – As gravações foram uma festa. O repertório escolhido, tocar e cantar foi fácil. Vários amigos na banda: Domênico, Pedro Sá, Danilo. Foi muito divertido.
FCEF – Como você vê o Filipe no panorama atual de nossa música?
Kassin – O cantor mais exuberante da geração, sem dúvida.
FCEF – A seu ver, a MPB vai bem, obrigado ou não?
Kassin – Essa sigla, MPB, para mim não faz sentido algum, então acho que vai bem, obrigado. Sim.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s