Virada Ocupação – SP – 06/12

A ESCOLA É DOS ALUNOS

Os jovens estão ocupando algumas escolas de São Paulo como forma de protesto por causa de um decreto criado pelo governo do estado que visa uma modificação na estrutura física das escolas.
Apoio totalmente a atitude dos estudantes não só como cidadã, mas
também como educadora. Além disso, eles estão exercendo seu papel de cidadãos que lutam por aquilo em que acreditam.
Não quero aqui me posicionar de forma político-partidária, pois deixei
de acreditar em siglas e projetos mirabolantes. Escrevo sobre o papel
de uma escola na vida da grande maioria de crianças e jovens e também da comunidade na qual ela está inserida.
O que se pode deixar de mais caro aos nossos filhos é a educação.
Aprendida em casa e na escola. O conhecimento acadêmico é apenas um dos aspectos inseridos nessa missão. Regras, sociabilidade,
conhecimento de mundo, reflexão. Enfim, conceitos extremamente
importantes para a formação de um cidadão consciente e capaz de buscar seus direitos e ser um indivíduo que atue para o bem comum.
Outro dado importante é que, atualmente, as escolas são usadas como
referência da comunidade na qual estão inseridas. Elas abrem suas
portas, aos finais de semana, para atividades esportivas, culturais.
Enfim, muitas vezes, são o único lugar de lazer daquela comunidade.
As autoridades, mesmo que amparadas legalmente, reagem com violência. E isso é inadmissível. Primeiro porque, se estou formando cidadãos conscientes, é direito legítimo reivindicar. Depois, porque é um absurdo fechar escolas, sejam quais forem os motivos. Se há crianças fora delas, não posso fechá-las. E, mais importante, a educação precisa de ações efetivas para que sua qualidade seja mantida. Não são medidas burocráticas e de pouca eficácia que mudarão os rumos da educação no Brasil.
Alegra-me perceber que parte da sociedade, apoia os estudantes e olha para esse movimento com o cuidado necessário para não haver um pré-julgamento. Mais ainda, quando artistas como Filipe Catto, Criolo, Maria Gadu, Paulo Miklos,  Blubell e tantos outros se colocam junto aos jovens fazendo shows e validando a ação dos mesmos.
Quem sabe esse seja o prenúncio das mudanças de que tanto o país
precisa. Assim, podemos fechar o ano com alguma esperança de que as pessoas podem começar a perceber que, para qualquer transformação ocorrer, precisamos estar cientes do nosso papel e exigir dos governantes atitudes dignas e que colaborem para o nosso crescimento, independente do partido que esteja no poder.
Estudantes! Orgulho-me de vocês. Assim é que se faz um país!

Texto de Christina Eloi

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s