Pulsar: A Exposição

SAM_9983

Para Alceu Valença ele é bobo, bola e balão. Já Dorival Caymmi o considerava insensato. Lennon & McCartney chegaram a achar que seria interessante tê-lo como nome da banda do sargento Pimenta. Já para a artista plástica Thamy Albrecht, de solitário ele não tem nada, e está sempre ligado a outro por fortes linhas: o coração.

A exposição Pulsar será inaugurada amanhã, tendo como cenário um lugar perfeito.  Uma bucólica mansão que resistiu, com sua linda e imponente arquitetura, em plena Praia de Ipanema: a Casa de Cultura Laura Alvim, na Av. Vieira Souto.

Pulsar nasceu a partir da reflexão sobre as relações  de amor em todos os níveis. Thamy retratou o peito de pessoas, com os corações desenhados diretamente sobre eles, usando pigmentos de tinta preta.  Os corações são interligados por linhas, mas também tem seus nós, pontos e laços e suas peculiaridades. O que conecta cada uma das relações mostradas na exposição é um poema, de autoria da própria artista, e que tem palavras chaves que foram se destacando ao longo da criação do projeto e que fala sobre o tempo. Um detalhe sutil e importante é que conforme se vai visitando a exposição, é possível se ouvir cada uma das pessoas envolvidas nas relações mostradas nas fotos, recitando o poema, em tempos diferentes, o que ressalta a individualidade de cada “pulsar”.

“Eu faço do tempo com o tempo um tratado

Que nas linhas do corpo, meu e teu olvida

Que dos nós atados eu faça um laço

No teu peito eu registro uma prece

O meu tempo no teu

Batendo um coração em Bali

Que seja ritmo de vida

Alinhavando na história

No meu e no teu pulsar”

(Thamy Albrecht)

SAM_9993

Aqui um dos casais com seus corações registrados na exposição. Evandro Rius e Zezé Cortes.

Thamy Albretch
Thamy Albrecht
Thamy e Vicente Negrão-Assessor de Imprensa
Thamy e Vicente Negrão-Assessor de Imprensa

É importante ressaltar que a curadoria de Pulsar é de Betty Prado, que acompanhou de perto todo o processo e cuidou da expografia, toda elaborada e desenhada por ela. O texto curatorial também traduziu de forma completa e transparente o conceito da exposição. Outro destaque é o projeto sonoro que ficou a cargo de Claudia Dorei.

Recomendo demais que todos visitem “Pulsar”.  Um olhar muito sensível e criativo sobre as relações e suas ligações. A primeira exposição da jovem artista plástica Thamy Albrecht, que com esse trabalho mostra claramente suas intenções e todo o seu talento.  Agradeço à Thamy pela gentileza do convite,simpatia e beleza e por me conceder a entrevista aqui pra FCEF. Parabéns pelo lindo trabalho e muito sucesso! Agradeço também ao Vicente Negrão pela simpatia e acolhida tão generosa. Que esse Pulsar ainda arrebate muitos corações por onde passar.

Texto de Klaudia Alvarez

Serviço – Exposição Pulsar

Onde: Casa de Cultura Laura Alvim – Av. Vieira Souto, 176 – Ipanema

Quando: de 22/10/15 a 23/11/15

Horário: Terça a Sábado – 13 às 18h – Domingo – 16 às 20h

Contato da Artista e site de PulsarAqui

SAM_0003

SAM_0002

2 Comments

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s