O show de BH – Por Katia Provette

Felicidade dá medo: medo  de não conseguir e de conseguir também!

Correr demais, perder a hora, o ônibus, passar por caminhos desconhecidos faz parte. Pela  040, da terra do conhecimento,  passando pela terra  dos loucos para chegar ao horizonte mais lindo. Rodar quilômetros em menos de um dia,rezar mil vezes e pedir mil proteções. Varar madrugada e virar o dia sem dormir. Às vezes é assim tornar o sonho real, se beliscando até o final, pensando que continua a sonhar. O caminho foi longo – dois anos, alguns dias e muitos quilômetros. Valeu a pena esperar? Há tempos não estalava tanto os dedos e gelava tanto as mãos à espera de alguém. Ele entra no palco sem pompa da parte dele  e com uma explosão de aplausos do público. Cumprimenta e toma assento.

Katia Provette e Filipe
Katia Provette e Filipe

O jeito tímido engana. Ele veio com força e toda a energia na voz. Ocupou todos os espaços aos primeiros versos de Redoma. Tomou corpo e som e beleza. Saiu da redoma que eu criei enquanto o ouvia cantar tantas vezes, de tão longe. O gelo das mãos se espalhou pelo corpo e derreteu nos olhos, inúmeras vezes, em várias canções, mas Teu quarto,  Alcoba Azul, Saga, Sem Medida, Adoração e Depois de Amanhã foram lágrimas de uma doce sensação de prazer de saber que não poderia ser em outro momento. Uma cadeira confortável do Teatro Juvenal Dias tornou-se uma deliciosa versão do paraíso. Desejo enorme de eternizar o que via, ouvia e sentia. Um presente da vida e para a vida toda. Um príncipe, um mago, um bruxo, um homem, um menino. Um Anjo, que apenas com violão e voz, toma conta da alma da gente. “Partiu” costurar um sorriso na alma Mineira. Uma hora e meia de céu! E a gente quer mesmo sempre mais. Assim como eu, ninguém gostaria de sair dali. A concessão de um eterno bis seria o ideal, mas foram apenas  sete, salvo engano. Citando Flávio Tris, “pra ver tua voz vibrando em mim” e “ver o teu tamanho”, te sentir de tão perto, cantando  tantas canções amadas, ali, tão nosso, tão em casa, brincando, contando estórias, dando beijinhos no ombro,  falando adoráveis bobagens e hipnotizando a gente com essa luz. Não tem dinheiro que pague e não existe  coração que não tenha doido de ver o show acabar. E justamente quando o show acaba é que o menino e o anjo se revelam tão doces. Atendeu tanta gente, com tanta alegria e tanta delicadeza, com sorrisos, brincadeiras e um jeito de quem já  é mesmo de casa. Escondendo mineiramente o cansaço, distribuindo e muitos autógrafos e beijos e abraços. Congelou novamente a  alma derretida,  de uma entre tantas, pessoas  “adolescidas” de amor. Finalmente! Seja sempre bem-vindo digo eu. Um beijo na alma de uma entre tantas e tantos mineiros que te adoram.

SET LIST DO SHOW

1-Redoma 2-Ascendente em câncer 3-Teu quarto 4-Alcoba azul 5-Saga 6-Eu menti pra você 7-Sem medida 8-Adoração 9-Depois de amanhã 10-Partiu 11-Rebel rebel 12-Mergulho 13-Ave de prata 14-Flor da idade 15-Tatuagem ( a capella) 16-I put a spell on you/Rima rica frase feita 17-Gardênia branca 18-And I love her/Eu te amo 19-Juro por Deus (a capella) 20-Roupa do corpo/Adoração

Autoria: Katia Provette

4 thoughts on “O show de BH – Por Katia Provette

  1. Uau !!!
    A emoção que a gente imaginava e esperava da sua parte !!!
    E as palavras também …
    Feliz por você, Kátia !!!

    Like

    1. Mas feliz por ter sido do jeito que eu imaginei: apenas uma amiga do lado que curtia o show pela primeira vez.
      Cada qual com suas sensações!
      E a medida do queixo caído por conta de só lembrar de tentar uma foto do show já quase no bis. Só que ficou bem escura.

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s